Inseminação artificial em cães

Inseminação artificial em cães

Muitos de vocês já sabem que aqui no Bem Simples nós temos uma cadelinha de estimação chamada Cacau. Recentemente a Cacau foi inseminada artificialmente, então achamos legal falar um pouquinho sobre a inseminação artificial em cães.

Dizem por aí que a técnica de inseminação artificial em cães foi descrita em documentos do século XVIII, mas a prática desse procedimento tem ganhado força apenas recentemente.

Os métodos utilizados para realizar a inseminação são bem simples assim, tanto que a Cacau foi inseminada por uma veterinária dentro de casa. Ela trouxe o microscópio e todo o material necessário para a confirmação da ovulação da cadela e a qualidade do sêmen do macho, que é coletado instantaneamente pela veterinária através de estimulação, sem ser necessário que nós levássemos o casal à clinica. O processo é minimamente invasivo, além de ser completamente indolor, e consiste em introduzir o sêmen viável do macho no útero da fêmea por meio de uma pipeta de inseminação. Essa prática tem se tornado muito comum, pois muitos bichinhos pequenos não conseguem efetivar a cruza e a inseminação garante a reprodução se feita nos dias certos, com toda essa análise de fertilidade do casal, além de levar no máximo 30 minutos. Ela é geralmente feita 3 vezes com intervalo de um dia entre elas, atingindo todo o período fértil da cadela, que é variável, mas em sua grande maioria é do décimo primeiro ao décimo sexto dia após o início do sangramento do cio.

Mesmo após receberem essa informação, a veterinária diz que muitos proprietários tem muitas dúvidas sobre o procedimento. Algumas delas a gente responde aqui:

A inseminação não aumenta nem diminui a quantidade de filhotes gerados, o que determinará isto é a quantidade de óvulos liberados pela fêmea.

A cadelinha inseminada não necessariamente necessitará uma cirurgia cesariana. Alguns cães das raças Bulldog e Pug acabam precisando passar pela cesariana por terem o focinho achatado. Em outras raças o pré natal irá determinar a necessidade ou não de uma cesariana, e a necessidade da mesma não terá nada a ver com a inseminação.

As chances da inseminação dar certo são altas, tanto que a Cacau será mamãe em breve e estamos muito animados para receber esse bebêzinho peludo que vai completar a família do Bem Simples Assim.

A Cacauzinha já tentou cruzar com 4 machos diferentes e nenhum deles conseguiu a cruza!! Por isso resolvemos efetuar a inseminação. No caso dela, foram somente duas sessões pois já estava no fim do período fértil. E além da inseminação, entre elas, o machinho conseguiu a cruza, isso é comum acontecer, e não tem nenhum problema!! Quanto mais tentativas maior a chance de desenvolvimento da gestação.

Após feita a inseminação, recomenda-se a realização de um ultrassom a partir de 20 dias contados da última sessão para confirmação da gestação!!!

* Vale lembrar que a técnica deve ser praticada apenas por veterinários. Isso garante a segurança de seus cãezinhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*